O que é ensino por investigação?

O ensino por investigação constitui uma abordagem que promove o questionamento, o planeamento, a escolha de evidências, as explicações com bases nas evidências e a comunicação.

Ensinar por investigação significa fazer um movimento de aproximar os conhecimentos científicos dos conhecimentos escolares, mobilizando a atividade do aprendiz ao invés de sua passividade.

Não é uma prática em que os alunos aprendem por conta própria, somente pela observação dos fatos com interpretações limitadas, desprezando a atividade sensorial, deixando de lado a construção ativa do conhecimento através do diálogo e discussões e sem preocupação com que o aluno já sabe.

O ensino por investigação é aquele capaz de buscar a informação pretendida através das discussões entre os alunos, com a ajuda do professor, deixando um pouco de lado o processo curricular exaustivo e estruturado.

Trata-se de buscar respostas a partir de problemas reais e culturalmente relevantes, a partir de experimentos inspirados pelas próprias discussões em sala de aula.

Existem várias definições e propostas para o termo ensino por investigação.

E isso faz diferença?

Sim! É preciso ter clareza quantos aos fundamentos das atividades investigativas que se pretende usar.

As várias definições dão diferentes perspectivas de trabalho.

Aqui vamos focar no que as definições têm em comum.

Durante uma atividade investigativa há uma semelhança do que acontece numa comunidade científica.

Os alunos têm oportunidade de negociar.

E essa negociação envolve a argumentação, a comunicação dos resultados, a partilha de ideias, a troca de exemplos e a aceitação por parte dos pares de que aquele conhecimento é válido.

Trata-se de um processo essencial para desenvolver com os alunos e levá-los a compreender a importância de uma comunidade científica e como se processa a construção do conhecimento científico.

O ensino por investigação envolve tarefas multifacetadas como:

  • a realização de observações;
  • a colocação de questões;
  • a pesquisa em livros e outras fontes de informação;
  • o planeamento de investigações;
  • a revisão do que já se sabe sobre a experiência;
  • a utilização de ferramentas para analisar e interpretar dados;
  • a exploração,
  • a previsão e a resposta à questão e
  • a comunicação dos resultados.

Outras características do ensino por investigação são:

  • o envolvimento dos alunos em questões científicas, dando prioridade às evidências para responder às questões;
  • o uso de evidências para desenvolver explicações, promovendo a ligação dessas com o conhecimento científico;
  • e a comunicação e justificação das suas explicações.

As características referidas colocam os alunos no centro das suas aprendizagens.

Valorizam a atividade científica através do desenvolvimento de explicações científicas e suportam a argumentação e a comunicação.

Mas como o professor organiza uma atividade investigativa?

ensino por investigação

Você tem que planejar atividades de acordo primeiro com os teóricos que você considera o ensino por investigação.

É importante também considerar o tempo, o espaço e os materiais necessários.

As propostas do ensino por investigação apoiam-se principalmente na curiosidade, na capacidade de detectar problemas.

Então é só propor um problema que eu tô fazendo uma atividade investigativa?

Não!

O ensino por investigação prioriza a linguagem e procedimentos próprios da ciência.

Isso significa que para desenvolver a fala, a leitura, a escrita, a capacidade de selecionar e avaliar evidências é necessário dar condições para isso.

A simples proposição de um problema não garante e nem dá suporte a nenhuma dessas coisas.

Se eu quero que o aluno seja capaz de levantar hipóteses, de propor explicações, a minha atividade tem que propiciar isso.

Por mais que o ensino por investigação como o próprio nome diz se trate de uma investigação, enquanto professor é preciso ter um objetivo.

É preciso ter consciência e aceitar com tranquilidade que não é possível discutir todas as vertentes de um problema.

É necessário escolher uma vertente para discutir e mediar para que os alunos não fujam do problema central que você quer discutir.

O ensino por investigação constitui uma orientação didática para o planeamento das aprendizagens científicas dos alunos.

Para isso é fundamental:

  • considerar o conhecimento prévio do aluno sobre o assunto escolhido para discutir;
  • Estimular os alunos a expor as suas ideias, interesses, questões e sugestões, durante o processo investigativo;
  • Mediar as atividades ajudando os alunos a fazer conexões entre as suas ideias/questões e as suas ideias do mundo exterior;
  • ajudar os alunos a refletir sobre as suas aprendizagens.

Para saber mais recomendo o livro Ensino de ciências por investigação

By | 2018-09-26T22:10:19+00:00 15.08.17|0 Comentários

Sobre o Autor:

Graduada em Ciências Biológicas (licenciatura) pelo Centro Universitário Claretiano de Batatais, Mestre em Ciências (ênfase Ensino de Biologia) pela Universidade de São Paulo. Trabalha com biologia geral, com ênfase em estratégicas didáticas e linguagem.

Deixar Um Comentário